Onde estamos

     Os amigos que se propuseram a criar o IPEPA - Instituto de Permacultura do Paraná, optaram por trabalhar com um modelo descentralizado. Sendo assim, não possuimos uma sede pois trabalhamos com a proposta das estações permaculturais e agroecológicas espalhadas pelo Estado.
     As estações permaculturais podem ficar em qualquer lugar do Paraná, porém devem ter no mínimo um permacultor ou agroecólogo desenvolvendo e aplicando suas práticas e conhecimentos.
     Uma estação permacultural pode ser uma casa, chácara, escola, sítio, rua, bairro etc.
--------------------------------------------------------------------------------------------------
ESTAÇÃO BOQUEIRÃO

     Surgida da necessidade de ter ingredientes orgânicos e bio-regionais para servir no Barzinho Choripã, o Gastrônomo João Carlos Scalzo (Pinho), adepto dos princípios do Slow Food, viu no quintal de seu escritório a possibilidade de resolver parte de suas dificuldades em adquirir ingredientes fresquinhos e com origem garantida.


Foto: Jopa Santana

     Foi a parceria com o Arquiteto e Permacultor Fábio Remuszka (Fafu), que fez a coisa decolar e crescer cada vez mais. Fafu possui experiências adquiridas em comunidades carentes do Rio de Janeiro além de ser adepto de projetos sustentáveis e um dos divulgadores do uso do óleo de Neem na agricultura.

Obs: Estação não está aberta à visitação
-------------------------------------------------------------------------------------------------
ESTAÇÃO BORÁ


     A Estação Borá fica localizada no norte pioneiro do estado do Paraná, região antigamente ocupada por atividade cafeeira e que agora dá lugar ao monocultivo de cana. Possui como atividades agroecológicas, a produção de café sombreado por árvores nativas, em consórcio com apicultura e fruticultura através de sistemas agroflorestais (SAF's). Atualmente estas atividades são supervisionadas pelos agroecologistas Renata Lais e Fábio Rocha, que além da agroecologia trabalham educação em pequenas escolas do município.




--------------------------------------------------------------------------------------------------
ESTAÇÃO CASA DA VÓ

     No coração da capital paranaense há um lugar onde o permacultor Fábio Remuszka desenvolve suas atividades. Na casa onde morava sua avó, foi transformada em um ambiente de trabalho, testes e experimentos, além de ser uma bela oficina de transformação de materiais.
   
--------------------------------------------------------------------------------------------------
ESTAÇÃO CRUVATÃ


     Também conhecida como Cuvatã ou Miguel Pintado, esta árvore é que dá nome à Estação de Agroecologia que fica dentro do Assentamento Madre Cristina em São João do Triunfo. Nela, o agricultor Edson Luis, mais conhecido como Minhoca e seu filho Rodrigo, desenvolvem suas atividades diárias, que permeiam a agroecologia e algumas bioconstruções.

Foto: Jopa Santana

Na foto acima vemos alguns integrantes do IPEPA visitando a Estação, que produz leite, morangos, coelhos, galinhas, ovos, erva-mate, frutas e verduras.

--------------------------------------------------------------------------------------------------
ESTAÇÃO JAGUATIRICA

    Localizada no segundo planalto paranaense, no médio vale do rio Iguaçú, em meio ao bioma de floresta ombrófila mista (mata de araucária) a estação Jaguatirica de permacultura está localizada na cidade de São João do Triunfo. Lá podemos encontrar diversas práticas permaculturais, tanto na agricultura, quanto na construção e no planejamento.
     Na agricultura, podemos visitar uma pequena agrofloresta, onde há consórcio de erva-mate, butiá, pitanga, aroeira-salsa, bracatinga, araucárias e cerejeiras. É possível ver também os plantios anuais agroecológicos de milho crioulo, amoras e o adensamento e recuperação de floresta nativa.

Foto: Jopa Santana

     Como proposta econômica, ecológica e social, a Estação arrenda parte de sua área de lavoura, para pequenos agricultores que desejam entrar na transição para o orgânico, mas que não possuem terra. Dessa forma a Estação arrenda alguns "quadros de planta", para o cultivo de tabaco orgânico.
     Já na área de bioconstruções, podemos ver um forno de pães feito com barro e tijolos de demolição, estações de tratamento de esgoto (água cinzas e negras), telhado verde na casinha do cachorro (crianças visualizam melhor a técnica), escadaria com pneus, laje de cascaje e a proteção de nascentes modelo caxambu. Há também um paiol de tela para proteger o milho, escadas de pneus e outras técnicas de menor impacto.
     Lá os permacultores Carla Simas e João Paulo (Jopa), colocam em prática, na medida do possível aquilo que estudaram. Plantam mais de 8 espécies de bambu, criam meliponídeos, galinhas, cavalos e atualmente estão estruturando uma oficina de manutenção para a Estação.


--------------------------------------------------------------------------------------------------
ESTAÇÃO MANDURI

    A Sede Manduri, localizada no município de Piraquara (região metropolitana de Curitiba), encontra-se dento da APA do rio Irai, que fornece água de excelente qualidade para a grande metrópole vizinha. Devido a este fato, o uso de qualquer tipo de produto químico agrícola é vetado na região.
Com a finalidade de respeitar o plano de uso da APA em questão, mas também promover o desenvolvimento da região e o aperfeiçoamento no estudo das tecnologias tidas como ecológicas ou verdes, é que a Sede Manduri a partir de 2010 deu início ao processo de certificação através da rede Ecovida de agroecologia.



    Lá foi adotado o uso de práticas permaculturais e agroecológicas como o policultivo, construção de curvas de nível, implantação de SAF’s, compostagem e outras técnicas.
Para os próximos anos, através do Instituto de Permacultura do Paraná, ofertaremos cursos e oficinas que abordem estas e outras tecnologias que possam nos ajudar a viver de maneira mais harmônica com os recursos que temos.

--------------------------------------------------------------------------------------------------

ESTAÇÃO ECOLÓGICA MARUMBI

     Localizada na estrada da América, esta estação de Agroecologia é mantida pelos agroecologistas Amora e Luis Paulo. Possuem agroflorestas de diversos estágios de desenvolvimento, contando com espécies como cacau, banana, mandioca, arroz, inhame, eucalipto, ingá, etc.

--------------------------------------------------------------------------------------------------
ESTAÇÃO NHANDERU' ETE"




   Localizada onde a borda da mata de araucárias encontra a floresta atlântica, esta estação possui como foco o resgate da Mística Andina, onde já foram executados um sistema agroflorestal e um círculo de bananeiras. Possui excelente área de camping e densa floresta preservada. Atualmente conta com o auxílio do permacultor Rafael Salles Cabreira.

--------------------------------------------------------------------------------------------------
ESTAÇÃO RPPN PERNA DO PIRATA

     Estação localizada na estrada da Anhaia, a 12 Km do centro de Morretes, onde se encontra uma grande área de floresta atlântica muito bem preservada. O permacultor Arthur é o guardião deste pedaço de paraíso.

--------------------------------------------------------------------------------------------------


YOUTUBE

     Temos um canal com alguns vídeos no ar ASSISTA AQUI